Periódicos

Print
Lebre 2 – Aby Warburg, 1866-1929. Projecto de uma cartografia da história, da arte e da cultura (BF 26)
Vítor Silva Cravo
sobrecapa de Isabel Carvalho
Braço de Ferro
12 x 17 cm
40 páginas
os editores Isabel Carvalho e Pedro Nora não revelam essa informação.
2010
(Junho)
Porto
não tem
Capa em cartolina preta, sobrecapa impressa a cores, miolo impresso a preto. No centro do livro encontra-se um caderno com 9 imagens impressas a cores. Caderno agrafado com dois pontos de arame.
O texto abre com duas citações de Gertrude Bing sobre a fama e a personalidade de Warburg; centra-se na dimensão (auto)biográfica da sua obra, assim como no conceito de experiência do tempo, da memória, da arte e da cultura como expressão vital, parte integrante do indivíduo.
O texto divide-se em:
1. A Memória;
2. O Mapa
3. A Serpente
4. O Renascimento
5. História
6. Mnemosyne

Para além do texto, Vítor Silva é autor dos “Desenhos náufragos”, título de um conjunto de trabalhos que, após sobreviverem a uma inundação no espaço onde estavam guardados, foram expostos no espaço Navio Vazio (Porto) em Junho de 2010.

Sinopse retirada do website da editora: “Para o historiador, o território e a geografia são domínios subjectivos do tempo e da memória, que tudo se encarregam de transformar. Traçar o mapa destas transformações permite descrever a “vida póstuma”das formas da cultura e das manifestações artísticas, ao mesmo tempo que permite observar uma cartografia subjectiva e pessoal do pensamento. O historiador é aquele que persegue os fluxos, a morfologia e as “ondas mnésicas” do tempo para descrever e montar, segundo uma “lei de boa vizinhança”, a hipótese de uma “iconologia de intervalos” mais completa, capaz de iluminar a condição e a existência do “destino da cultura humana”.
id