Periódicos

Print
Bíblia nº14
AA.VV.
Editor: Tiago Gomes
Colaborações de Rui Pedro, Gimba, Cid, Serguei Grulosbjo, Ben Lawley, Joana Miguel, Ana Luna, Alberto Cinza, Jorge Mantas, Almeida e Sousa, Sociedade Lomográfica, Sara Lucas, Miguel Cruz, Luís Chaves, Fernando Aguiar, Rui Carlos Souto, Manuel de Freitas, Sara Menitra, Rui Santos, Emília Zá, Rui Pinheiro, Nuno Cintrão, Carlos Monteiro, Filipe Avilez, Pepe Murciego, Daniel Barroca, Wapiwa@yahoo.com.br, Jorge P. Pires, Tiago Gomes, Amuhar Auluhar, António Olaio, Paul Buck, Pedro Amaral, Lurdes Júdice e Luís Manuel Gaspar, António Garção e André Brinco, Ângelo Ferreira Sousa.

Design de Pedro dias, Sara Menitra e Cid.
Bíblia
Tiago Gomes
26X20cm
64 páginas
sem informação (entre 1000 e 2500 exemplares)
2002
(Março)
Lisboa
sem informação
Offset. Capa a cores, miolo impresso a preto. Páginas agrafadas.
A Bíblia é uma revista aperiódica que se caracteriza pela diversidade de conteúdos e abordagens heterogéneas, assim como pela escolha abrangente de colaboradores, das mais diversas áreas como literatura, design, artes visuais, música, etc.

O tema deste número é “Amor e Liberdade” e Tiago Gomes explica que “aqui está mais uma Bíblia, arrancada a ferros pela falta de apoios que se faz sentir no actual panorama editorial português.” O editor caracteriza a revista “pela sua evidente falta de cariz comercial, expressa nas suas páginas por não haver censura e pela liberdade de assuntos que nela são abordados”.

Este número inclui :

Projectos gráficos e fotografias de Cid “Portugal é intestino onde vai parar o que o cérebro não consegue digerir” e “Opinião: Liberdade” com imagem de Ben Lawley “Desertstorm”, Sociedade Lomográfica, Sara Lucas “e depois pensei”, Luís Chaves “procurar num emaranhado decódigos oamor (...)”; Fernando Aguiar “Fefenta e nofe,1976” e “Eclipse, 1977”; Rui Santos “I like Chinese People”, “I Love China Girl”, “I like Chinese on TV” e “I Hate Chinese on Tibete”; Sara Menitra “Hoje o meu amor adivinhou a cor dos meus olhos – o Pantone 546”; Rui Pinheiro “outra e outra”; Nuno Cintrão “Amor contra liberdade” e “Love Dolls”; Carlos Monteiro “Cupido”; Pepe Murciego “Partitura de acción . sin artistas, fronteras”; Daniel Barroca; Wapiwa@yahoo.com.br; António Olaio “National Geographic”; Pedro Amaral “Love Addiction”; Ângelo Ferreira Sousa “Nuku tostada”.

Bandas-desenhadas de Joana Miguel, Filipe Avilez;

Textos e poemas de Rui Pedro “a liberdade ou como proibir o proibido”; Gimba “Subúrbio”; Serguei Grulosbjo “Da Dor de Sangue uma Voz”; texto de Alberto Cinza acompanhado por uma imagem de Ana Luna; Jorge Mantas “7 Hz” excerto modificado do ensaio “Soundgeist”; Almeida e Sousa “Luz de Tavira 2001”, Miguel Cruz “Hoje”; Rui Carlos Souto “Poemas do Escurecer”, “Breves Alucinações” e “Peixes no Mediterrâneo”;
Manuel de Freitas “Weinen, Klagen, Sorgen, Zagen (BWV12)” e “Ode à noite(inteira)”; Ana Luna “Saída de Cena”; Emília Zá “Venho do lado do Mar”; Jorge P. Pires; Tiago Gomes “amor não dinheiro”; Amuhar Auluhar “O black a loira o kota e o Mercedes benz”; Paul Buck escrito com Lush Life (Steeplechase 1978); Lurdes Júdice “A contabilidade do coração”, “The more you ignore me (...)” e “A utilidade das lágrimas” com ilustração de Luís Manuel Gaspar; António Garção “Qualquer coisa”, “Amor VS liberdade” acompanhado por fotografias de André Brinco.

Teste americano com o título “Que tipos de amor já sentiu?” de Luís Chaves com o contributo de Nuno Viegas e Raquel Castro.
Este número encontra-se disponível para consulta na Biblioteca Calouste Gulbenkian, Lisboa.
id