Edições

Imprimir
Vende-se |For Sale|
Augusto Brázio
Design de Léo Favier.
Imagens editadas por Augusto Brázio, David-Alexadre Guéniot e Patrícia Almeida.
GHOST
16 cm x 23 cm
180 páginas; 90 fotografias
300 exemplares assinados pelo autor
2014
Lisboa
não tem ; 978-989-98298-4-8
Capa-cinta impressa em serigrafia (azul, verde e amarelo). Caderno impresso em offset a uma cor (preto). Cadernos cozidos e colados com acabamentos à vista.
Em 2013, com cada vez menos encomendas dos jornais e revistas para onde trabalhava, o fotógrafo Augusto Brázio procura uma forma de dar continuidade à sua prática. Começa a percorrer as ruas de Lisboa e, rapidamente, confronta-se com lojas fechadas. No centro de Lisboa e nos subúrbios, no Porto, no Algarve, no Norte de Portugal, são centenas, milhares de lojas fechadas. Algumas parecem ainda ter o sinal “Volto já” afixado na porta; noutras, vê-se já indícios de abandono. Pelos efeitos conjugados da nova Lei do Arrendamento Urbano (que facilita a expulsão dos arrendatários), da queda do consumo e do aumento dos impostos, os comerciantes são confrontados com situações economicamente incomportáveis. Por outro lado, os proprietários querem recuperar os seus imóveis e aproveitar a onda de turismo que varre Portugal; querem construir hotéis de charme, abrir lojas gourmet ou vender produtos tradicionais em embalagens sofisticadas.
(texto e imagens cedidas pelos editores David-Alexandre Guéniot e Patrícia Almeida)
id
date time
2014-11-02 21:59:33