Edições

Print
Livro Negro
Isabel Baraona
Isabel Baraona
17X12 cm
56 páginas
250 exemplares
2009
(Março)
Cascais
290045/09 ; não tem
off-set sobre papel printset 120 gr.; capas 300gr, vinco à francesa.
As primeiras e últimas páginas do livro negro mostram-nos uma série fragmentos semi-opacos da imagem de um rosto. Reconhecemos o desenho de um rosto por decifrarmos as marcações e o lugar dos olhos, nariz e boca – mas não é uma fisionomia. É um rosto-palimpsesto: andrógino, sem epiderme nem órgão, sem ossos nem crânio; o desenho apenas indicia feições que se alteram na página seguinte. Cada um destes desenhos e a sua sequência pode ser a anotação de uma nuvem, torvelinho de água ou outro elemento vegetal ou orgânico que, por um segundo, adquiriu a configuração de um rosto. O miolo da estória é constituído por um conjunto de desenhos com cenas narrativas e páginas negras onde emerge um breve texto.
O Livro Negro encontra-se esgotado.

(Texto graciosamente cedido por Isabel Baraona a Tipo.pt)
O livro encontra-se disponível para consulta:
- Biblioteca da Fundação Calouste Gulbenkian, Bedeteca e Biblioteca Nacional em Lisboa;
- Biblioteca da Escola Sup. de Artes e Design das Caldas da Rainha;

- Arquivo da Tate, Londres, Inglaterra;

- Centre de la Gravure et limage imprimée, La Louvière, Bélgica;

- Biblioteca da Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais (EBA/UFMG), Brasil.
id