Edições

Print
Grand Herbier d’Ombres
Lourdes Castro
Assírio & Alvim
31X24,5 cm
222 folhas não numeradas
Desta edição fizeram-se 3 tiragens:
Uma tiragem de 200 exemplares no formato 24X30,3, cm encadernados numerados e assinados pela autora, produzidos exclusivamente para a EDP; uma tiragem de 1.000 exemplares no formato 24X30,3 cm, encadernados; uma tiragem de1.500 exemplares 24X30,3 cm, brochados.
2002
Lisboa
Dep. Legal 187959/02.
ISBN da versão encadernada 972-37-0768-3
ISBN da versão brochada 972-37-0767-5
Off-set 4 cores, lombada colada.
Esta edição foi lançada no contexto de uma exposição no Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa, após a atribuição do Grande Prémio EDP. O livro abre com uma citação de Herberto Hélder

“Ah, deixai-me estudar. Por um lado, a flor quando sobe no seu próprio silêncio, e atinge a cor, e nela se arqueia toldada pelo perfume. Por outro lado, as grossas estrelas, de pé contra os muros, inodoras e brancas”.

Seguem-se dois breves parágrafos de Lourdes Castro, datados de 1973 e 2002. No primeiro a autora explica ter o herbário sido feito no Verão de 1972 e conter cerca de 100 espécies botânicas diferentes; as suas sombras foram fixadas em papel heliográfico directamente ao sol. No segundo, a autora esclarece ter deixado intocadas as suas páginas, apesar dos erros detectados, pois estes nem por sombras afectam as plantas em si.
O livro está organizado como um herbário, a cada imagem do verso é aposta a reprodução de uma etiqueta no verso que foi parcialmente preenchida à mão. As etiquetas – intituladas Herbier, no original em francês- têm os seguintes itens a preencher:
Família das; Nome científico; Nome em Francês; Nome vulgar; Data e local de recolha; Habitat; Propriedades e usos.
A reprodução mostra que as palavras “Grand”, “d’Ombres”, o nome de Lourdes Castro, o local indicado como Ilha da Madeira e a data 1972, foram carimbadas posteriormente a azul ou violeta.
Nas últimas páginas do livro encontram-se traduzidas para inglês a citação de Herberto Hélder e os dois Parágrafos escritos por Lourdes Castro.
A versão encadernada pode ser consultada:
- biblioteca da Fundação Gulbenkian, e na Biblioteca Nacional em Lisboa ;

- Biblioteca da Fundação Serralves no Porto;

- Biblioteca Nacional de França e na Biblioteca da Fundação Calouste Gulbenkian, em Paris, França.

O Grande Herbário de Sombras foi publicado com o apoio da Fundação EDP por ocasião de uma exposição no CAM – Fundação Gulbenkian, no contexto do Grande Prémio EDP com que a artista fora contemplada em 2000.
id