Edições

Imprimir
Conjugar no Plural
Carla Cruz
Oficina Arara
70X100 cm
não se aplica. Cartaz (apenas frente).
200 exemplares
2012
Porto
não tem
Cartaz, Serigrafia 1 cor (Laranja) sobre papel (Creme).
Na continuidade do trabalho que tenho vindo a fazer com o projecto All My Independent Women (desde 2005), cujo o quinto momento expositivo, em 2010, se debruçou sobre o lendário livro Novas Cartas Portuguesas, Conjugar no Plural debruça-se sobre o aspecto colectivo do AMIW; de forma a representar a miríade de participações, a importância da criatividade colectiva, e o impacto do projecto. Retomei questões que eram já essenciais nas Novas Cartas Portuguesas : a criatividade da mulher (ou feminista, ou mesmo ‘matricial’ como diz Catherine de Zehger, pois sempre se incluíram homens no AMIW) e o seu espaço na cultura contemporânea.
Que terrenos há ainda a conquistar e que formas tomará a nossa acção; ou melhor, de que forma poderemos dar mais visibilidade à obra de mulheres (e homens) que lidam com as questões da relação entre diferença sexual / género / e poder, sem que no entanto se repliquem as estratégias (e falo das artes) de distribuição, aclamação, conservação e registo prevalecentes, que são exactamente as mesmas que excluem uma boa parte da produção desses artistas.

(Texto graciosamente cedido por Carla Cruz a Tipo.pt)
Criado para a exposição colectiva “Para Além das Palavras”, Comissariada por Ana Gabriela Macedo e Ana Cristina Assis, Espaço Campanhã, Porto 2012.
id
date time
2013-02-25 17:42:01